Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Laboratório de Biologia Molecular de Plantas

Área do conteúdo

Seminário Avaliação da Pós-Graduação no Brasil reúne pesquisadores de IES do Ceará

Data de publicação: 2 de março de 2020. Categoria: Sem categoria

Imagem: Foto da Profª Sônia Boá falando em cima do palcoCom um público de mais de 250 pessoas, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) da Universidade Federal do Ceará realizou, no último dia 17, o seminário Avaliação da Pós-Graduação no Brasil – Cenário Atual. O evento reuniu, no auditório da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, em Fortaleza, gestores, coordenadores de programas de pós-graduação e pesquisadores de instituições de ensino superior (IES) públicas e particulares do Ceará.

As palestras do seminário foram ministradas pelo Prof. Mauro Luiz Rabelo, docente da Universidade de Brasília (UnB) e ex-diretor de Relações Internacionais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); e pelas professoras Sônia Nair Báo, diretora de Avaliação, e Vanessa Fernandes, coordenadora de Acompanhamento de Bolsistas no Exterior, da Diretoria de Relações Internacionais, ambas da CAPES.

Veja outras imagens do seminário no Fickr da UFC

O encontro foi aberto com a exposição da Profª Sônia Nair Baó, que falou sobre “Sistema Nacional de Pós-Graduação: atualidades e perspectivas”. Entre dados importantes apresentados pela diretora de Avaliação da CAPES, destaca-se a evolução do número de matriculados e titulados no período de 2006 a 2018, com crescimento de 118% e 110%, respectivamente.

Neste cenário, a Profª Sônia Baó apontou frentes de atuação para o aprimoramento dos instrumentos de avaliação da CAPES, “tendo como motivação principal aumentar o foco na qualidade da formação de mestres e doutores e na excelência da pós-graduação brasileira”. Entre as ações previstas estão normatização da avaliação; aprimoramento da ficha de avaliação; qualificação da produção intelectual; planejamento institucional e autoavaliação; e avaliação multidimensional.

INTERNACIONALIZAÇÃO – O Prof. Mauro Luiz Rabelo falou sobre perspectivas, tendências e desafios para a internacionalização na educação superior. O ex-diretor de ft 200302 seminario pos 2Relações Internacionais da CAPES apontou o crescimento das universidades no Brasil, quarto país no mundo em número de estudantes na educação superior.

Entre fatores mencionados por Rabelo para o incentivo à internacionalização das instituições de educação superior (IES) estão o fortalecimento institucional; a aquisição e incorporação de padrões internacionais de qualidade; a criação de redes globais de cooperação acadêmica e científica;  a realização de missões e estágios no exterior; a necessidade de expansão da quantidade de discentes e docentes estrangeiros nas universidades brasileiras; e o desenvolvimento de novas práticas no âmbito do ensino e da pesquisa.

Também focada na internacionalização, a palestra da Profª Vanessa Fernandes abordou, sobretudo, o Programa Institucional de Internacionalização (PRINT) da CAPES, cujos objetivos abrangem o fomento a planos estratégicos de internacionalização; a participação de instituições brasileiras em redes de pesquisas internacionais; a transformação das instituições participantes em um ambiente internacional; e a integração de outras ações de fomento da CAPES ao esforço de internacionalização. Segundo Vanessa Fernandes, o PRINT também pretende incrementar a visibilidade e o impacto da pesquisa brasileira; a responsabilidade e a independência das universidades; a estabilidade nos investimentos dedicados à internacionalização; e a interação com a sociedade.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fone: (85) 3366 7331

Acessar Ir para o topo